Mirabilis

Jazendo à beira -mar, a sua eterna linha espiral, convoca-nos à escuta do sussurrante marejar interior que parece segredar-nos: – «Eadem mutata resurgo»

Partilhe esta
coleção

Tenha uma peça desta coleção